No Mato Grosso do Sul UBAU presencia o Seminário de Serviços Ecossistêmicos e Politicas Públicas no Pantanal

Em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, acontece, entre os dias 04 a 06 de outubro, o Seminário “Serviços Ecossistêmicos e Politicas Públicas no Pantanal”, um evento realizado em parceria de várias entidades públicas, privadas e não governamentais, com objetivo de promover um amplo debate sobre como construir políticas públicas para o Pantanal, conciliando usos da biodiversidade, biotecnologia e benefícios ecossistêmicos e sua conservação.

Representando a UBAU no evento, esteve o professor Pedro Puttini Mendes, mestrando pela Universidade Católica Dom Bosco, pesquisador de políticas públicas agroambientais para o pantanal e considera que “o bioma pantanal em todos os estados que abrange, está em vias de regulamentação pelo Projeto de Lei do Senado nº 750/2011 e as discussões são importantes para definir, realmente, com base em dados e características locais, o que seria ‘exploração ecologicamente sustentável’ deste bioma, nos termos da lei.

Puttini considera ainda que “é importante, quando se fala em regulamentação do pantanal, não associar o assunto apenas à ideia de meio ambiente ligado aos recursos naturais e áreas protegidas pelo Código Florestal, pois assim a regulamentação deixaria de contemplar outros aspectos ambientais ligados a todo o bioma, no meio ambiente artificial ou construído, representado pela cultura local e pelo sistema produtivo tão peculiar, cujo pantaneiro possui fortes idiossincrasias e a educação ambiental cumpriria um papel extremamente importante para a integração do conhecimento territorial e social”.

Acompanhe a programação do evento.

04 de Outubro

Abertura/Manhã: 8:00h – Autoridades

9:30 – 11:30 hs
Cadeias econômicas com espécies nativas e paisagem – Estado atual e potencialidades

Mediador: Edna Scremin Dias (UFMS)

Potencialidades de uso das plantas nativas – Arnildo Pott (UFMS)
Cadeia produtiva da Bocaiúva – Ruy Caldas (FAPEC/UFMS)
Ecoturismo no Pantanal – Roberto Klabin (Refúgio Ecológico Caiman)
Pastos nativos vs exóticos – Sandra Santos (EMBRAPA)
Serviços ecossistêmicos em escala de paisagem – Fábio Roque (UFMS)

Almoço

13:30- 15:00 hs

Bioprospecção e Biotecnologia – novas perspectivas para o desenvolvimento do Pantanal

Mediadora: Maria Rita Marques (UFMS)

Metabolômica como Ferramenta para Pesquisa de Plantas no Pantanal – Carlos Alexandre Carollo (UFMS)
Buscando na biodiversidade do cerrado e pantanal inspiração para o desenvolvimento de novos fármacos – Caio Fernando Ramalho de Oliveira – Pós-Doutorando do Programa Saúde e Desenvolvimento da região Centro-Oeste (UFMS)
Bioprospecção no Pantanal: Avanços na UFMT – Virgínia Cláudia da Silva (UFMT)
Bioprospecção, Biotecnologia e Biodiversidade na Região Centro-Oeste – Edson Lucas dos Santos (UFGD)

15:30 – 18:00 hs

Políticas públicas e legislação do Pantanal: desafios e oportunidades

Mediador: Coronel Angelo Rabelo (IHP)

Estratégias e Ações para o Desenvolvimento e Proteção do Pantanal – Felipe Augusto Dias (SOS Pantanal)
Legislação Ambiental: Princípios e práticas da precaução/prevenção e da sustentabilidade – Luciano Lobet (Promotor de Justiça)
PL 750/2011: Politica de Gestão e Proteção do Bioma Pantanal – Carlos Teodoro Yrigaray (UFMT)
Hidrovia Paraguai – Paraná – Alcides Bartolomeu de Faria (ECOA)

 

05 de Outubro

Manhã

8:30 – 10:00 hs

Os limites do Pantanal e suas implicações para as políticas públicas

Estudos Geológicos no Pantanal – Guilherme Correa (UFU)
Classificação de macrohabitats – Cátia Nunes (UFMT)
Morros de relevo residual dentro nos limites do Pantanal: A questão da BAP – Geraldo Damasceno (UFMS)
Movimento de animais no planalto e planície –implicações políticas – Luiz Gustavo (UFMS)

10:30 – 12:00 hs

Desvendando a biodiversidade do Pantanal: subsidios para políticas públicas

Mediador: Don Eaton

Fauna terrestre – Gustavo Graciolli (UFMS)
Fauna Aquática – Fernando Rogério de Carvalho (UFMS)
Flora – Maria Ana Farinaccio (UFMS)
Microbiota – Alinne Pereira de Castro (UCDB)

Tarde

13:30- 15:00 hs

Planejamento regional, Áreas protegidas, áreas prioritárias para conservação – benefícios diretos e indiretos

Mediador: Nicholas Kaminski (Fundação Neotrópica do Brasil)

Planejamento Sistemático para conservação do Pantanal – Reinaldo Lourival (Nature and Culture International)
Conservação em áreas privadas: desafios e oportunidades – Laércio Machado de Sousa (REPAMS)
Gestão de UCs no Pantanal – Afrânio Jose Soriano (UEMS)
Gestão das águas do Pantanal – Angelo Lima (Plano Estratégico da Água, consultor independente)
Conflitos de usos da terra no Pantanal – André Luiz Siqueira (ECOA)

15:30 – 17:00 hs

Formação dos Grupos de trabalho para elaboração das Cartas de Campo Grande

 

06 de Outubro

8:00 – 9:00 hs

Palestra: Painel Brasileiro de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos – Contribuições da Natureza Para as Pessoas

Dr. Fabio Scarano (coordenador do IPBES Brasil)

9:00 – 9:30 hs

Painel Brasileiro de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos – Pantanal

Dr. José Sabino (Anhanguera-Uniderp)

10:00 – 11:30 hs

Múltiplos saberes, uso e conservação da biodiversidade

Segurança alimentar e uso de recursos por comunidades tradicionais e ribeirinhas no Pantanal – Ieda Maria Bortolotto (UFMS)
Sinergias entre conhecimento tradicional , indígena e acadêmico – desafios e oportunidades – Vito Comar (UFGD)
Etnoecologia do Pantanal – Carolina Joana da Silva (UNEMAT)
Manejo tradicional no Pantanal – Rafael Morais Chiaravalloti (IPE)

Tarde

Por uma agenda de CTI de longo prazo para o futuro do Pantanal

INCT, INPP, Fundect, CNPq, CAPES, Universidades, Embrapa

Carta de Campo Grande 1 – Diálogos para construção da Lei do Pantanal

Carta de Campo Grande 2 – Agenda integrada de CTI para o Pantanal